Edjalma Gonçalves do Couto

A gestora da Jussara Gessos, nossa egressa por duas vezes, é bacharel em Ciências Contábeis, formada na primeira turma da FAJ, e em 2007 voltou a esta casa, ingressando na primeira turma de Gestão Comercial da Instituição. Com muita gentileza Edjalma Gonçalves do Couto expôs a sua saga. Contou-nos que a empresa é da família e que esta já percorreu longas estradas até chegar definitivamente às suas mãos. E para tê-la sob seu comando teve que mostrar muito serviço para o pai, e o melhor meio encontrado para trabalhar foi estudar, daqui partiu a necessidade da Tecnóloga em Gestão Comercial.

E esse novo aprendizado tem lugar certo. Ela nos aponta como diferencial da empresa hoje o relacionamento empresa x cliente, que estão bem mais seguros e confortáveis agora do que em outros tempos. A adoção da formalidade comercial passou a imperar na empresa, o uso de contratos esclarecedores de direitos e deveres para ambas as partes, foi decisivo, bem como o acompanhamento das despesas e custos. Fato que lhe deixa convencida da importância da gestão profissionalizada. Diz: “É essencial em qualquer negócio.”

Questionada sobre as melhorias advindas da graduação é resoluta ao dizer que “melhorou significativamente, minha visão expandiu o que me permitiu trabalhar mais segura. Quanto às demais contribuições oriundas da faculdade ela diz: “A Faculdade contribuiu e continua contribuindo. Eu tive despertada a necessidade de busca continua de conhecimento, de estar sempre o mais bem informada.” Há dois anos cuidando dedicadamente da empresa, pontuou um crescimento médio de 20% a.a., nesse período.

Considera o conhecimento de grande valia em todos os momentos, mas indispensável na tomada de decisão, nos momentos de crise, quando há vulnerabilidade no mercado externo e sensibilidade no interno. Nessas horas a informação lhe oferece a visualização do melhor caminho a seguir. “Não acredito na existência da fórmula perfeita para se gerenciar de maneira bem sucedida. Mas considero indispensável a disciplina, além de conhecer bem a área de atuação.” Portanto, deixa o seguinte recado aos empresários que não possuem formação ainda: “O conhecimento é a base de tudo, para isso a busca pela informação é necessária para se manter ativo.”

E para o futuro, quais são as expectativas? “Hoje trabalhamos com a nossa capacidade máxima e sabemos que existe um mercado ocioso, e nos sentimos capazes de atendê-lo, mas, para isso precisamos expandir a nossa estrutura física e a infra-estrutura também. Hoje nossa maior dificuldade está em encontrar e reter mão-de-obra. Esse, portanto é o motivo do trabalho do presente.” A especialização ainda não aconteceu, mas é pretendida, o trabalho hoje ocupa muito do seu tempo. E quando questionada sobre as dificuldades depois de formada foi sucinta ao responder, com relação ao curso de Gestão Comercial “Estive segura da minha formação, pronta pra pôr em prática o aprendido.” Com relação � Contabilidade “O fato de não atuar na área não gerou cobrança ou insegurança.”

E para encerrar com chave de ouro a sua linha de raciocínio quanto ao mix de informações e conhecimentos necessários para gerir com sucesso uma empresa, trouxe a citação;

Lembre que a inteligência financeira é o processo mental pelo qual resolvemos nossos problemas financeiros. ROBERTT KIYOSAKI

Edição: Adm. Ivana Paula – Coordenadora do CEPE

logo

Rodovia BR-070, Km 24, Jussara - GO
CEP:76.270-000
unifaj@unifaj.edu.br
(62) 3373-1219
(62) 94373-3098
© 2018 Faculdade de Jussara - FAJ - Todos os direitos reservados.

logo interagi